terça-feira, 13 de julho de 2010

Jardim da Flora

Jardim da Flora. Macau, Julho de 2010

Fica situado no sopé da Colina da Guia, num terreno que era propriedade do Pe. Vitorino José de Sousa e Almeida. Aqui, mandou o Pe. Almeida construir um palacete, em 1848, obra do arquitecto macaense José Tomás de Aquino. Mais tarde, em 1873, foi adquirido pelo Governo de Macau para servir de residência de Verão aos governadores, mas depressa foi abandonada a ideia devido à insalubridade da zona por ser pantanosa.
Durante o mandato do governador Tomás de Sousa Rosa (1883-86), instalaram-se viveiros, cujas plantas foram utilizadas na florestação da Colina da Guia. Em 1924, o Palacete da Flora foi transformado em jardim de infância, junto ao qual se instalou um paiol que, em 13 de Agosto de 1931, explodiu provocando a destruição do palacete.
O jardim do Pe. Almeida foi ainda propriedade de Sir Robert Ho-Tung, sendo conhecido, entre os chineses, por Ho-Tung Fá-Un, ou seja, Jardim de Ho-Tung, e ainda por I Long Hau Fa Un, Jardim das duas torneiras.

O acesso faz-se pela Avenida Sidónio Pais, a partir do qual uma larga alameda central liga o jardim ao Parque da Guia. Existe também um teleférico desde a entrada do jardim até à Colina da Guia.

Fontes:
Pe. Manuel Teixeira. Toponímia de Macau, Vol 1. ICM, 1997
António J. Emerenciano Estácio e António Manuel Paula Saraiva. Jardins e Parques de Macau. Instituto Português do Oriente, 1993

2 comentários:

Pedro Coimbra disse...

Um dos espaços mais aprazíveis da cidade.

Armando disse...

o acesso pela av sidónio pais chamava-se travessa do túnel e terminava num portao de ferro onde começava um tunel aberto por 1925 e que atravessava a guia para obtenção de água. a outra ponta desse tunel fica situada na estrada de cacilhas onde no início dos anos 50 foi construido um paiol. penso que tudo se mantém.